RESPEITÁVEL PÚBLICO!

VENHAM TODOS! VENHAM TODAS!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Uma Campanha Não-eleitoral III: o Poder Econômico...






“Quer conhecer o homem,
dê poder a ele”
(Abraham Lincoln)




O problema de nossa democracia, representativa (e burguesa) é que sempre delegamos a outros o poder de decidir sobre nós. E essa relação e bastante complexa, porque são muitos mas muitos mesmo que delegam a poucos, poucos mesmo, esse poder.
As eleições são, portanto, a maneira de delegar a poucos o poder de decidir o que teremos, enquanto qualidade de vida, políticas públicas, serviços públicos e afins.
A leitura que faço abaixo é local, mas não temos dúvida que se repete Brasil afora. E acreditamos que é nessa leitura que, mesmo local, conseguiremos provocar reflexões decisivas em nosso público... mesmo que seja um público pequeno.
O Poder Econômico estabelece, inquestionavelmente, a tônica decisiva de nossas eleições, sejam municipais, sejam estaduais sejam do Governo Federal. Esse Poder Econômico, aliado a uma boa estratégia marqueteira, atua no sentido de dizer quem é bom e quem não é, nos pleitos eleitorais.


Até aí, em se mantendo um debate democrático (inclusive na perspectiva de denunciar essa relação entre Poder Econômico e “Marqueting”), podemos seguir, debatendo idéias, concepção de Cidade, de qualidade de vida, de coletividade.
Mas quando o Poder Econômico começa a atuar numa postura de Força Econômica (como se fosse possível isso não acontecer), realmente nos preocupamos, como bons aprendizes de Lutadores e Lutadoras do Povo que ousamos ser.
Quando um governador afirma: “Com Fulano na Prefeitura, eu faço o Hospital, a Estrada, a Escola”, a Força Econômica e seu parceiro Força Política estão avisando: se não elegerem ele, não tem Hospital, Estrada ou Escola. É o Poder Econômico à vontade para chantagear todo um povo.
Quando a Imprensa (que sempre terá seus candidatos prioritários) estabelece uma estratégia de “pesquisa e intenção de votos” com algumas informações estranhas (candidato ainda pouco conhecido com enorme rejeição?!?!?! Péra aí!), favorecendo Ciclano, como candidato quase imbatível, comprando os jornais do município para distribuí-los gratuitamente à população, isso é mais do que chantagem. É o Poder Econômico se sentindo à vontade para amedrontar o povo.
E quando há o reconhecimento, por parte de Fulano e Ciclano, de que há um terceiro candidato sem poder econômico à altura (talvez nem o queira), com poucas inserções na TV e com pouco tempo no horário político? E se estabelece o velho chavão “Ele é bom, mas não tem chance! Então, volta daquele que tem chance” – e com o reconhecimento do Poder Econômico da campanha. É esse Poder Econômico dizendo que só podemos votar em quem tem muito dinheiro (privado e até desviado de recursos públicos) na campanha? Ameaça maior ainda ao nosso direito de escolher o que entendemos ser o melhor, não o mais poderoso economicamente.

E quando os comícios fazem “Concurso de Treme-treme” para colocar em seus programas eleitorais?
E os bandeiraços com homens, mulheres, idosos, jovens e até menores de idade nas esquinas, praças, avenidas? Apenas segurando, sem qualquer ânimo (mas pensando no din-din que ganhará no final do dia por esse trabalho... serviço... atividade sem qualquer sentido)?
E os inúmeros carros, com caixas de som, tocando insistentemente suas vinhetas, músicas (embaladas nos sucessos – eca! – das novelas globais), narradores gritando pelos seus candidatos?

E a ameaça à expressão da verdade, dos acontecimentos inclusive públicos, de gestões anteriores? “Manda avisar que está falando demais!”

 

Aqui, onde está nosso bom e velho Universal Circo Crítico, é assim... E não nos curvamos.
Não curvem-se também, público e artistas Brasil afora!



Venham Todos!
Venham Todas!



Aqui, já decidimos! O Universal Circo Crítico vota Rubenixson para Prefeito de Castanhal, nº 50!



Vida Longa!
Marcelo “Russo” Ferreira

PS.: Aqui, apenas usamos "Fulano" e "Ciclano" para darmos o tom nacional que defendemos desde o início deste tema. Mas, em Castanhal, Fulano é Márcio Mirando e Ciclano é Paulo Titan.

Um comentário:

  1. http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra acheter
    http://prezzoviagraitalia.net/ prezzo viagra
    http://precioviagraespana.net/ viagra

    ResponderExcluir

O Universal Circo Crítico abre seu picadeiro e agradece tê-lo/a em nosso público.
Espero que aprecie o espetáculo, livre, popular, revolucionário, brincante...! E grato fico pelo seu comentário...
Ah! Não se esqueça de assinar, ok?
Vida Longa!
Marcelo "Russo" Ferreira